Monitoramento da Vida Silvestre

Do macuco ao lambari-da-sombra, passando pela onça-parda a vida silvestre da Reserva São Francisco existe em todas as formas e tamanhos. O monitoramento é realizado visando promover a conservação das espécies através de diferentes métodos de pesquisa.
Entre as pesquisas desenvolvidas na Reserva São Francisco, destacam-se aquelas sobre os felinos ocorrentes na área, em que jaguatiricas (Leopardus pardalis) e gatos-maracajá (Leopardus wiedii) já foram capturados e aparelhados com rádio-colares. Nessa área protegida foi confirmado, por meio de imagem, o primeiro registro de puma ou leão-baio (Puma concolor) no município de Nova Veneza. Desde então, estão sendo feitos esforços também para a captura e aparelhamento do puma - o maior felino de ocorrência na região, uma vez que a onça-pintada (Panthera onca) foi localmente extinta em meados do século XX.
Além dos trabalhos com rádio-telemetria, são utilizadas armadilhas -fotográficas para estimar a abundância relativa das espécies de mamíferos de médio e grande porte da região, incluindo carnívoros e não-carnívoros. Até o momento, já foram registradas 26 espécies de mamíferos terrestres de médio e grande porte, 6 espécies de mamíferos voadores, 159 espécies de aves, 19 espécies de anfíbios, 5 espécies de répteis, 21 espécies de peixes e 219 espécies de plantas - das quais 139 são árvores, 28 herbáceas terrícolas, 27 arbustos, 18 epífitas e 7 trepadeiras - que representam a biodiversidade da Reserva.


Monitoramento com armadilhas fotográficas


Telemetria - Radiotelemetria com transmissor no animal


Torre de Pesquisa
Com a intenção de observar os felinos silvestres a olho nu e ter um contato direto com a fauna foi construído na Reserva São Francisco um observatório, com uma torre de 7 metros de altura. A estrutura de material metálico foi instalada no interior da floresta, a 800 metros de altitude. O espaço possibilita uma visão ampla da floresta e serve para o monitoramento dos animais e fiscalização da área.



Torre de pesquisa para observação da vida silvestre